sábado, 16 de julho de 2011

CACÁ PEREIRA MOSTRA COM ALEGRIA SEUS SAMBAS AOS CARIOCAS


No Rio de Janeiro, compositor brasiliense pede "benção" e mostra seu trabalho aos mestres 
 

Cacá Pereira, conhecido sambista de Brasília, veio passar uma temporada no Rio de Janeiro onde faz contatos e busca patrocínios para o seu nome CD "Inquieto", aprovado no início deste mês pela Lei Rouanet do Ministério da Cultura e já em fase de produção. O diretor do seu novo trabalho é do poeta Luis Turiba e a direção musical de Rafael dos Anjos, professor do Clube do Choro.

Cacá esteve com a cantora Beth Carvalho, no Espaço Cultural da Lapa. Aproveitou a ocasião e enviou a madrinha de "todos" o samba "Ausência", que vem fazendo grande sucesso em Brasília. Visitou também o diretor cultural da Portela, Carlos Monte; e foi ao Programa "Época de Ouro" na sede da Rádio Nacional, na Praça Mauá, onde foi convidado pela apresentador Cristiano Menezes para fazer se apresentar lá ainda este ano. 

No sábado, Cacá participou da roda de samba da Pedra do Sal, na Gamboa, em companhia dos compositores Bandeira Brasil e Padeirinho do Jacarezinho. Cacá também esteve com a cantora japonesa Massako Tanaka, a Mako, que participa do grupo vocal "Mulheres de Chico". Mako viaja para Tóquio essa semana, onde participará como produtora e cantora do documentário "Samba no Japão", filme de Maxtunay França.

Cacá está compondo músicas para a trilha sonora do documentário. O samba "Sayonara", por exemplo, conta a saga de uma japonesa que descobriu a alegria do ritmo brasileiro como forma de enfrentar as tristezas dos constantes terremotos que assolam o Oriente.

Na próxima terça-feira, dia 19, a convite do músico Paulão Sete Cordas, Cacá Pereira deverá dar uma canja no Carioca da Gema, uma das mais ativas e importantes casas da Lapa, onde Teresa Cristina e Makley Matos iniciaram suas carreiras.

"Está no Rio, convivendo com todas essas feras do samba, já é uma grande glória para mim", diz ele.

INQUIETO, conceito

 O verdadeiro samba não tem fórmula certa, mas deve ter uma pitada de lamento, uma boa dose de nostalgia, a saudade de um amor perdido e, sempre, um compromisso imensurável na busca da felicidade. Esse é o espírito que pretendemos imprimir no CD "Inquieto". Essa "inquietude" se refere a um sentimento de busca de referências antigas, tradicionais do samba brasileiro, ao mesmo tempo que rejeita  qualquer possibilidade de música comercial.

 "Inquieto" pretende será um CD de arte autêntica, bela e 100% autoral.Com sambas de sua autoria, alguns em parceria com o poeta Luis Turiba, Cacá Pereira está na linha evolutiva da tradição do samba brasileiro, panteão onde se encontram Cartola, Nelson Cavaquinho, Paulinho da Viola, Chico Buarque e o próprio Noel. Assim, o disco será gravado com estrutura de regional: violões de 6 e 7 cordas, cavaquinho, bandolim, instrumentos de sopro e a percussão característica do gênero - pandeiros de couro, tantã, surdo, repique, ganzá etc. Os arranjos serão  concebidos segundo a matriz do samba antigo, onde o regional é a base de sustento do samba tradicional, acrescentando-se, porém, elementos modernos de execução e interpretação instrumental. Serão utilizados, em alguns arranjos, um quarteto de cordas (violinos, viola clássica e violoncelo) e quatro pastoras no backing vocal.



Um comentário:

jorge amancio disse...

Caca Pereira no Rio de Janeiro
na Lapa, o Rio´é privilegiado estarei lá terça dia 19 com todo Axé