segunda-feira, 17 de maio de 2010

A REVOLUÇÃO CULTURAL DA PERIFERIA

 
Ah que saudade de Darcy Ribeiro! Aonde estão as utopias brasileiras?
 
Quando Gilberto Gil foi indicado futuro Ministro da Cultura do governo Lula, em 2002, escrevi esse poema de boas-vindas e lhe enviei.
Agora, que o processo sucessório-eleitoral está esquentando em banho-maria pra mané nenhum botar defeito, pois fala-se muito em negociação mas não mais em utopias, relembro esse sonho de construirmos um Ministério da Cultura que prosseguisse a revolução tropicalista interrompida pelo AI-5.
 

A continuação da Revolução Cultural Tropicalista

 
 Luis Turiba
 

"Começou a circular o Expresso 2222

Que parte diretor de Bonsucesso pra depois"

 

 

A alegria é a prova dos nove

Mu mulher, tu tu mimi fifi zeste um escravo....

Chegou a hora desse gente bronzeada mostrar seu valor

Meu Brasil brasileiro

Meu mulato insoneiro

Vou cantar-te nos meus versos

O mar quando quebra na praia: Viva a Vaia! Viva a Vaia!

 

Gil é grill

Gil no Ministério da Cultura é

O homem certo na hora do circo

Uma dádiva de Padim Padre Cícero

O poder da música no poder do risco

Uma onda azul num mar de arco-íris

Mais do que possível, é o magnífico

Mais do que previsto, é o impossível

Mais do que as verbas, os versos vivos

Mais do que o PV, o prazer no poder

Mais do que o prazer, é o por fazer

O fim da cena e o início da cena acessa

O fim do círculo e o começo da antena

A parabólica lep-top do poeta da raça

Uma banda dada dentro da banda larga

Não representa partidos, mas é inteiro

É o planetário global bem brasileiro

O fim do mito que o artista não administra

Mais que o sonho é o sim da senha

Para o povo fazer sua revolução cultural

Vivíssima em cada lágrima, em cada riso, em cada benção

Gil foi a utopia que esperávamos do presidente torneiro-mecânico

Um rasta sem mistério no comando do Ministério

 

Salve Luiz Gonzaga! Gordurinha! Geraldo Pereira! Noel Rosa!

Salve Valdir Azevedo! Pixinguinha! Clementina de Jesus!

Filhos de Gandhy e Estação Primeira da Mangueira!

 

Vamos lá, Gil, vá chorar e cantar com o presidente Lula

Vamos lá, Gil, poeta-maestro, diga um afiado "fico" e vá vivendo

Fique pra comandar a revolução cultural tropicalista que o AI-5 abortou

Fique pois prum filho de Legun-Edé "tudo tudo vai dá pé"

Fique e mostre por mundo como se dança um baião

No sítio do Picapau Verde & Amarelo

Fique pro Cartola e Bob Marley, por Irmã Dulce e Mãe Menininha

Fique por Caetano, Gal, Betânia, Torquato, Nara e Afonsinho

Pelos maestros Rogério Duprat, Júlio Medaglia, Rogério Duarte, Tom Zé, Capinam, José Agripino de Paula, Jorge Mautner, Zé Celso Martinez, Glauber Rocha, Roberto Pinho, Dominguinhos, Jorge Benjor, Milton e os Concretistas, Rita Lee, os Mutantes são demais!!!!!

Fique pela Geléia Geral Brasileira

Pelo hip-hop e as canções gospel

Fique como voz vez e viés da grande reparação cultural

Dos 500 anos de escravidão de índios, negros, pobres & favelados

Fique, mas não pare de cantar

Suba neste talco sua alma cheira a palco como bebê de bumbum

 

Bem-vindo à Brasília, ministro Doce Bárbaro

O Fogo Cerrado te aguarda

Baiano planetário portelense

Bat Macumba Iê Iê

Bat Macumba Obâ Babá

Ministério sempre há de pintar por aí

Mas cultura? Ah...e a civilização, ah...

Elas que se danem. Ou não?

Fazer um gol nessa partida não é fácil, meu irmão

... Aquele abraço...

 

 

 

Um comentário:

SOS DIREITOS HUMANOS disse...

DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA

"As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
têm direito inalienável à Verdade, Memória,
História e Justiça!" Otoniel Ajala Dourado



O MASSACRE DELETADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA


No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi a CHACINA praticada pelo Exército e Polícia Militar em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato "JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA", paraibano negro de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como “socialistas periculosos”.



O CRIME DE LESA HUMANIDADE


O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.


A AÇÃO CIVIL PÚBLICA PROPOSTA PELA SOS DIREITOS HUMANOS


Como o crime praticado pelo Exército e Polícia Militar do Ceará é de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é IMPRESCRITÍVEL conforme legislação brasileira e Acordos e Convenções internacionais, a SOS DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza - CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo: a) que seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) a exumação dos restos mortais, sua identificação através de DNA e enterro digno para as vítimas, c) liberação dos documentos sobre a chacina e sua inclusão na história oficial brasileira, d) indenização aos descendentes das vítimas e sobreviventes no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos



A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO


A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá em 16.09.2009, extinta sem julgamento do mérito, a pedido do MPF.



RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5


A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do SÍTIO CALDEIRÃO é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;



A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA


A SOS DIREITOS HUMANOS, como os familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo DESAPARECIMENTO FORÇADO de 1000 pessoas do SÍTIO CALDEIRÃO.


QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA


A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem localizar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes do "GEOPARK ARARIPE" mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?



A COMISSÃO DA VERDADE


A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e pede que o internauta divulgue a notícia em seu blog/site, bem como a envie para seus representantes no Legislativo, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal a localização da COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO.


Paz e Solidariedade,



Dr. Otoniel Ajala Dourado
OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
Editor-Chefe da Revista SOS DIREITOS HUMANOS
Membro da CDAA da OAB/CE
www.sosdireitoshumanos.org.br
sosdireitoshumanos@ig.com.br
http://twitter.com/REVISTASOSDH